BC reforça estratégia de aumentar as reservas

O Banco Central reforçou a estratégia de aumentar as reservas internacionais. Ontem, o volume cresceu US$ 1,076 bilhão e atingiu US$ 178,935 bilhões. O aumento coincide com as compras de dólar que o próprio BC tem realizado como forma de absorver o excesso de moeda no mercado.A alta registrada ontem reflete as compras do BC realizadas em 30 de novembro, já que o ingresso dos recursos ocorre com dois dias úteis de atraso. Naquele dia, a Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) lançou ações na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). O evento trouxe volume expressivo de dólares ao País.Os dados finais da operação ainda não foram divulgados. A Bovespa informa, apenas, que foram captados R$ 5,203 bilhões. Se for mantida a média de participação dos estrangeiros nas ofertas públicas - que têm comprado 75,7% dos papéis, a presença de estrangeiros pode ter trazido o equivalente a cerca de R$ 3,938 bilhões ou US$ 2,225 bilhões."Boa parte desses dólares foi comprada pelo BC porque houve clara sobra de moeda. Como resultado das compras, as reservas têm crescido de maneira expressiva", diz a diretora de câmbio da AGK Corretora, Miriam Tavares. Em dois dias úteis de dezembro - 3 e 4, as reservas aumentaram US$ 1,869 bilhão. No acumulado do ano, as reservas mais que dobraram, com aumento de 108,45%. Em 29 de dezembro de 2006, o montante estava em US$ 85,839 bilhões.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.