BC ressalta efeito negativo do clima atípico sobre grãos

Diante do comportamento atípico das condições climáticas no começo deste ano em diversas regiões do País, com volume de chuvas inferior ao padrão histórico e temperaturas em patamares elevadas, o Relatório Trimestral de Inflação (RTI) divulgado nesta quinta-feira, 27, pelo Banco Central trouxe um box com um estudo a respeito dos impactos recentes do clima adverso sobre a economia brasileira.

ADRIANA FERNANDES, VICTOR MARTINS E EDUARDO RODRIGUES, Agencia Estado

27 de março de 2014 | 10h38

Para o BC, as condições climáticas atípicas em janeiro e fevereiro têm impactado negativamente a produção nacional de grãos - como café, milho e soja - e, consequentemente, elevado os preços desses produtos. O documento, no entanto, pondera que o aumento desses preços no atacado tende a ter repercussão modesta na inflação devido ao baixo peso desses grãos na cesta do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

De acordo com o documento, os efeitos da estiagem na pecuária tem impactado a oferta de leite e de carne bovina. Para o BC, porém, a mudança dos preços no setor deve ter uma duração menor, pois as pastagens tendem a se recuperar tão logo acabe a seca. Já a oferta de grãos depende de uma nova safra de um grande produtor - de outro país, por exemplo - para se recuperar.

Por outro lado, destacou o BC, as altas temperaturas no primeiro bimestre de 2014 teriam acelerado o ciclo de maturação das lavouras de alguns alimentos in natura, beneficiando a oferta desses produtos. No caso de tubérculos, raízes e legumes houve um recuo atípico nos preços em janeiro. "Note-se ainda que os aumentos de preços desses produtos em fevereiro foram inferiores à média dos últimos sete anos", completou o box.

O Banco Central também analisou os efeitos da estiagem no setor elétrico, citando a redução dos níveis dos reservatórios das hidrelétricas que levou ao acionamento de mais usinas térmicas que produzem energia mais cara. "O acionamento das termoelétricas elevou substancialmente o custo marginal do megawatt-hora, bem como o preço da energia negociada no mercado à vista", avaliou o documento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.