Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

BC: setor público tem déficit nominal de R$ 1,532 bi

O setor público brasileiro registrou um déficit nominal de R$ 1,532 bilhão em janeiro, segundo dados divulgados hoje pelo Banco Central (BC). O déficit nominal nos 12 meses encerrados em janeiro somou R$ 97,161 bilhões, o que representa 2,64% do Produto Interno Bruto (PIB). Já as despesas do setor público com juros para pagamento da dívida pública somaram R$ 19,281 bilhões em janeiro.

RENATA VERÍSSIMO E CÉLIA FROUFE, Agencia Estado

25 de fevereiro de 2011 | 11h16

O setor público consolidado reúne as contas do governo central (Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central), dos Estados e dos municípios. O resultado nominal representa o saldo após o pagamento dos juros da dívida pública.

Meta

O superávit primário (economia para o pagamento dos juros da dívida pública) do setor público, nos 12 meses encerrados em janeiro, ficou abaixo da meta do governo, que é de R$ 117,9 bilhões - ou 2,9% do PIB, de acordo com as estimativas da área econômica. Segundo os dados do BC, o superávit primário em 12 meses foi de R$ 103,360 bilhões, o que equivale a 2,81% do PIB.

Em janeiro, o superávit primário de R$ 17,748 bilhões foi resultado de um saldo positivo de R$ 13,807 bilhões do governo central. Os governos regionais participaram com um superávit de R$ 4,503 bilhões, dos quais R$ 3,813 bilhões foram dos Estados e R$ 690 milhões dos municípios. Já as empresas estatais tiveram um déficit primário em janeiro, de R$ 562 milhões. As estatais foram excluídas do cálculo do superávit primário do setor público.

Dívida líquida

A dívida líquida do setor público apresentou uma redução, passando de 40,4% do PIB em dezembro do ano passado para 40,1% em janeiro deste ano. Com isso, o saldo no primeiro mês de 2011 ficou em R$ 1,476 trilhão, segundo os dados do BC. Para 2011, a expectativa do Ministério da Fazenda é a de que esse indicador de solvência fique abaixo do patamar de 38%. No caso da dívida bruta, o montante apresentado pelo BC no primeiro mês de 2011 foi de R$ 2,059 trilhões, o que corresponde a 55,9% do PIB.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.