BC: superávit em 12 meses está em 4,23% do PIB

As contas do setor público consolidado (governo central, Estados, municípios e empresas estatais) tiveram superávit primário de R$ 112,618 bilhões no período acumulado de 12 meses encerrado em abril, informou hoje o Banco Central. O superávit primário é a economia que o governo faz para o pagamento de juros da dívida pública. Esse saldo de 12 meses corresponde a 4,23% do Produto Interno Bruto (PIB). A meta oficial do superávit primário para 2008 é de 3,8% do PIB.O resultado foi gerado principalmente pela contribuição de R$ 74,835 bilhões das contas do governo central (Tesouro Nacional, Banco Central e INSS) no período. A participação dos governos regionais (Estados e municípios) foi superavitária em R$ 28,957 bilhões, com destaque para os Estados, que tiveram resultado positivo de R$ 25,585 bilhões. Já as empresas estatais apresentaram superávit primário de R$ 8,827 bilhões, com destaque para as empresas federais, que tiveram superávit de R$ 9,535 bilhões.O gasto com juros da dívida pública, nesses 12 meses, atingiu R$ 163,254 bilhões - equivalentes a 6,14% do PIB. O principal pagador de juros foi o governo central, com R$ 112,827 bilhões. Feito o pagamento dessas despesas, o setor público consolidado encerrou os 12 meses com déficit nominal de R$ 50,636 bilhões, correspondentes a 1,90% do PIB.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.