Covid-19

Bill Gates tem um plano para levar a cura do coronavírus ao mundo todo

BC vê chance de redução do preço da gasolina este ano

Embora projete reajuste zero para a gasolina e o gás de cozinha este ano, o Banco Central afirma que não pode descartar a possibilidade de uma queda dos preços. Segundo a ata da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) realizada na semana passada e divulgada hoje, não seria prudente descartar "por completo" essa possibilidade.

ADRIANA FERNANDES E FABIO GRANER, Agencia Estado

19 de março de 2009 | 11h25

"Cabe assinalar, entretanto, que, independentemente do comportamento dos preços domésticos da gasolina, a redução dos preços internacionais do petróleo verificada desde o último semestre de 2008 pode eventualmente se transmitir à economia doméstica tanto por meio de cadeias produtivas, como a petroquímica, quanto pelo efeito potencial sobre as perspectivas de inflação."

Já as projeções de reajuste de eletricidade em 2009 caíram de 8,1% para 7,6%, enquanto as projeções de reajuste de telefonia fixa para este ano permaneceram estáveis em 5%.

O Copom ressalta ainda que os preços das matérias-primas (commodities) agrícolas que têm impacto particularmente importante para a evolução dos custos alimentares, como trigo, soja e milho, registraram redução desde a última reunião do Copom, reagindo às perspectivas de redução da demanda e à acumulação de estoques.

Riscos

Embora a perda de dinamismo da demanda tenha reduzido as pressões, o Copom apontou, no documento, os riscos remanescentes para a inflação. De acordo com ata, esses riscos derivam da trajetória dos preços de ativos brasileiros em meio a um processo de estreitamento das fontes de financiamento externo e de mecanismos de reajuste que contribuem para prolongar ao longo do tempo pressões inflacionárias do passado.

O BC destaca que isso é evidenciado no comportamento dos preços dos serviços e de itens monitorados neste início do ano. "O balanço dessas influências sobre a trajetória prospectiva da inflação será fundamental na avaliação das diferentes possibilidades que se apresentam para a política monetária", diz a ata.

Tudo o que sabemos sobre:
gasolinaBC

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.