BC vê pressão sobre preços com volta de investimentos

O Banco Central, no relatório de inflação do terceiro trimestre, divulgado nesta quinta-feira, informa que a recuperação dos investimentos pode pressionar preços no curto prazo. "O Copom pondera que, no curto prazo, a recuperação da Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF), caso não acompanhada por contenção em outros componentes da demanda agregada, tende a pressionar os preços, diz o texto. Mas o relatório destaca também, nesse cenário, que "a taxa de investimento da economia, medida pela proporção da FBCF em relação ao PIB - 18,8% no primeiro trimestre de 2012, considerando o acumulado de quatro trimestres - foi a menor desde o primeiro trimestre de 2010".

CÉLIA FROUFE E EDUARDO CUCOLO, Agencia Estado

27 de setembro de 2012 | 12h37

No relatório, o BC revisou para baixo vários componentes da demanda agregada. "O Copom pondera que, no curto prazo, a recuperação da FBCF, caso não acompanhada por contenção em outros componentes da demanda agregada, tende a pressionar os preços. Por outro lado, no médio e longo prazos, contribui para expandir a oferta e, portanto, para conter pressões de preços", informa o relatório.

O BC também aponta mudanças de percepção em relação a vários componentes da demanda agregada. "Sob a ótica da demanda, o consumo das famílias - maior componente da demanda agregada - continua robusto e, na margem, avançou 0,6% no segundo trimestre e 2,4% em relação ao mesmo trimestre de 2011 - trigésima quinta expansão consecutiva nessa base de comparação. O consumo do governo aumentou 3,1% em relação ao mesmo trimestre do ano anterior (1,1% na margem). Por sua vez, a FBCF contraiu 3,7% em relação ao segundo trimestre de 2011 (-0,7% na margem).

No que se refere ao comércio exterior, houve retração de 2,5% nas exportações, em relação ao segundo trimestre de 2011 (de -3,9% na margem), e expansão de 1,6% das importações (e 1,9% na margem). Em particular, foram negativamente impactadas as vendas externas para a Argentina e para a União Europeia", destaca o relatório.

Tudo o que sabemos sobre:
BCrelatório de inflaçãopreços

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.