BC volta a comprar dólares e moeda sobe

Aproveitando a depreciação do dólar frente ao real registrada nas últimas semanas (queda de 5,43% em setembro e de 15,98% no ano), o Banco Central voltou a comprar dólares no mercado para recompor as reservas do País. A moeda norte-americana foi comprada pela instituição a R$ 2,2310 em leilão de compra realizado entre as 11h18 e as 11h28. Segundo operadores, a autoridade monetária teria aceitado propostas de três instituições financeiras.O dólar comercial já abriu em alta nesta segunda-feira, vendido a R$ 2,2370. Na sexta-feira, a moeda norte-americana encerrou o dia no patamar de R$ 2,2300. Até o final da manhã, o dólar atingiu a máxima de R$ 2,2440, pouco depois da operação de compra do BC. No início da manhã, analistas não acreditam em um dia de alta para as cotações do dólar. Isso porque a semana recomeça em clima positivo que se segue às últimas avaliações de instituições estrangeiras sobre a economia brasileira.Na sexta-feira, o CSFB divulgou relatório declarando que espera uma melhora do rating (classificação de risco) dos títulos da dívida brasileira até o final do ano. Paralelamente, o JP Morgan elevou o peso da dívida brasileira em sua carteira de neutro para overweight (acima da média do mercado). Contudo, mesmo que a valorização da moeda norte-americana encontre espaço para se sustentar durante todo o dia de hoje, será vista como pontual pelo mercado. A liquidez internacional (volume de negócios) continua firme e disposta a assumir risco em troca de boa remuneração.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.