BCE deve esperar dados para reduzir juros

O Fundo Monetário Internacional (FMI) divulgou uma avaliação, na qual defende que o Banco Central Europeu deve esperar por mais informações sobre a inflação dos 12 países que formam a zona do euro e também em relação às perspectivas econômicas dos EUA antes de reduzir suas taxas de juro. Na análise sobre as diretrizes econômicas da zona do euro, o FMI ponderou que a desaceleração da economia dos EUA terá apenas um impacto moderado no crescimento da região. O fundo destaca que os indicadores de confiança sugerem que o consumo e os investimentos na zona do euro estão em um ritmo de crescimento estável. "O forte crescimento econômico é vital não apenas para a zona do euro, mas também para a comunidade internacional, que espera que a região ajude a sustentar o crescimento global em um contexto de esfriamento em outros pontos", observou o comunicado, que está disponível no site do FMI. O fundo notou que os riscos para a estabilidade de preços na zona do euro diminuíram, mas reforçou que ainda existem algumas dúvidas, uma vez que os indicadores sobre tendências inflacionárias seguem acima das metas (fixadas pelo BC). "Nesse cenário, é razoável aguardar mais informações", recomendou o FMI. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.