finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BCE: Draghi quer revisar avaliação de risco de bancos

O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, pediu uma revisão das propostas do comitê de risco sistêmico sobre a forma de avaliar o risco da dívida soberana detida pelos bancos europeus, de acordo com reportagem da revista semanal alemã Der Spiegel.

AE-DJ, Agencia Estado

24 de novembro de 2013 | 13h37

O comitê propôs que os riscos deveriam, assim como os bônus corporativos, ser limitados ou fixados com capital nos balanços das instituições, informou a publicação. Draghi retornou as propostas ao comitê para que sejam "reformuladas", segundo a revista. Um porta-voz do BCE se recusou a comentar sobre o assunto com o The Wall Street Journal.

Neste momento, a dívida soberana tem um status regulatório privilegiado, livre de risco, nos bancos e não requer alocações de capital. Críticos, incluindo o membro do conselho executivo do BCE e presidente do banco central alemão (Bundesbank), Jens Weidmann, dizem que uma reforma apenas reforçará os laços entre bancos fracos e governos endividados.

As propostas podem ter um efeito de longo alcance sobre o modo como os países em crise conseguirão financiamento no futuro. Os bancos espanhóis, por exemplo, já investiram 299 bilhões de euros (US$ 405,4 bilhões) na dívida soberana da Espanha, conforme a reportagem do Der Spiegel.

O BCE deve conduzir avaliações de ativos e testes de estresse nas instituições antes de se tornar o órgão supervisor do sistema bancário em novembro de 2014. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
BCEDRAGHIDÍVIDA SOBERANA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.