finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BCE sobe taxa de juros pela quinta vez desde dezembro

O Banco Central Europeu (BCE) subiu nesta quinta-feira as taxas de juros a curto prazo para a zona do euro, pela quinta vez desde dezembro, em 0,25 ponto percentual, a 3,25%. A entidade monetária européia informou que o aumento das taxas, que se situam no nível mais alto desde novembro de 2002, terá efeito a partir de 11 de outubro. O Banco da Inglaterra manteve as taxas de juros em 4,75%.No início de dezembro de 2005, o BCE aumentou as taxas de juros em 0,25 ponto percentual, a primeira alta em cinco anos, após ter mantido o referencial em 2% durante dois anos e meio. Assim, encerrou um ciclo de taxas de juros extremamente baixos na zona do euro, que agora se aproxima de um nível neutro e contribuiu para frear a escalada de alta dos preços do mercado imobiliário em países como Espanha, Irlanda e França.A notável melhora do crescimento econômico dos doze países que compartilham o euro, que também pode gerar pressões de alta sobre os preços, foi um dos fatores que levou o BCE a aumentar novamente as taxas nesta quinta.O BCE prevê um crescimento econômico de 2,1% na zona do euro para o ano que vem e de 2,5% para 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.