Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BCE: taxas de juro na zona do euro são apropriadas

A economia da zona do euro (grupo dos 16 países que adotam o euro como moeda) está se estabilizando e os preços ao consumidor começarão a subir nos próximos meses, afirmou hoje o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet. Mais cedo, o BCE anunciou a decisão de manter todas as taxas de juro, com a taxa básica permanecendo em 1,0%, conforme previsto. Para ele, as taxas de juros na zona do euro estão adequadas. A autoridade monetária também não anunciou mudanças nas medidas extraordinárias que vêm usando para apoiar o sistema bancário da zona do euro e a economia desde que a crise financeira global se intensificou.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

08 de outubro de 2009 | 10h51

Em entrevista coletiva em Veneza, Trichet disse que os juros do BCE permanecem apropriados. "A economia da zona do euro está se estabilizando e deve se recuperar a um bom ritmo", afirmou ele, acrescentando, porém, que "as incertezas continuam elevadas". Segundo ele, as expectativas de inflação estão "firmemente ancoradas".

O euro superou brevemente o nível de US$ 1,48 depois que o presidente do Banco Central Europeu, Jean-Claude Trichet, afirmou que a volatilidade excessiva no câmbio é ruim para o crescimento econômico e a estabilidade financeira. A moeda única europeia, porém, não sustentou os ganhos e logo passou a cair levemente frente ao dólar. Embora não tenha comentado se o euro está muito forte, Trichet observou que o governo dos Estados Unidos apoia um dólar forte, uma postura que ele considera "extremamente importante".

"Consideramos que a volatilidade excessiva no câmbio tem tido implicações adversas para a estabilidade econômica e financeira nos dois lados do Atlântico", disse Trichet, em entrevista coletiva depois do anúncio da decisão de política monetária do BCE. "Uma política de dólar forte é extremamente importante nas circunstâncias atuais." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
zona do eurojurosBCE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.