BCE vê sinais de estabilização econômica na zona do euro

Banco europeu prevê uma "piora da situação dos mercados trabalhistas" nos próximos meses

Efe,

14 de maio de 2009 | 06h53

O Banco Central Europeu (BCE) observa sinais de certa estabilização econômica na zona do euro, embora a níveis muito baixos. O BCE informou em seu boletim de maio, publicado nesta quinta-feira, 14, que "a demanda externa e interna será muito fraca em 2009 e que se recuperará gradualmente em 2010".

 

Por isso, o banco europeu prevê uma "piora da situação dos mercados trabalhistas" nos próximos meses.

 

"A atividade econômica continuou se enfraquecendo na zona de euro no primeiro trimestre de 2009, paralelamente com a deterioração da economia mundial", disse o BCE.

 

A entidade acrescentou que o enfraquecimento da atividade econômica no primeiro trimestre do ano foi significativamente mais pronunciado do que o previsto em março.

 

Recentemente, o banco europeu observou "sinais de estabilização nos dados das pesquisas, embora a níveis muito baixos".

 

Ao mesmo tempo, o BCE assinalou que "os indicadores de expectativas de inflação a médio e longo prazo permanecem em linha com a intenção do Conselho do governo de manter as taxas de inflação a níveis abaixo de 2%".

 

As pressões inflacionárias diminuíram, já que o crescimento do crédito e do dinheiro se desacelerou nos últimos meses.

 

Para enfrentar a recessão econômica da zona do euro, o BCE reduziu sua taxa de juros na semana passada em um quarto de ponto, para 1%.

Tudo o que sabemos sobre:
crise financeiracrise nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.