finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

BCs ampliam ação e tensão diminui

Bancos Centrais globais colocaram mais US$ 138,35 bilhões nos mercados ontem; Bolsas melhoram nos EUA

Silvana Rocha, Claudia Violante e Denise Abarca, O Estadao de S.Paulo

07 de agosto de 2011 | 00h00

Os principais bancos centrais mundiais continuaram a injetar recursos para dar liquidez aos mercados nessa sexta-feira. O The Wall Street Journal estimou que os BCs de vários países colocaram pelo menos US$ 138,35 bilhões ontem. Somados aos US$ 154 bilhões adicionados na 5ª feira pelos BCs europeu e norte-americano, as intervenções globais somam US$ 292,35 bilhões nesses dois dias. Os contratos futuros dos Federal Funds já projetam maior chance de um corte de meio ponto no juro do Fed em setembro. Há rumores de que a queda poderá ocorrer fora das reuniões ordinárias. As Bolsas em NY reduziram as quedas. Os preços dos Treasuries caíram. O risco Brasil ficou em 185 pontos. A Bovespa cedeu 1,48% (52.638,1 pontos). O dólar à vista subiu a R$ 1,951 (+1,30%) na BM&F e a R$ 1,952 (+1,35%) no balcão. O juro janeiro 2010 avançou a 11,37%.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.