BCs da Inglaterra e da zona do euro mantêm taxas de juros

Manutenção dos juros em 5,75% e 4%, respectivamente, já era esperada pelos analistas do mercado

Reuters,

04 de outubro de 2007 | 09h12

O Banco Central Europeu (BCE) manteve a taxa básica de juro da zona do euro em 4% nesta quinta-feira, 4, pelo quarto mês consecutivo. Seguindo a mesma linha, o Banco da Inglaterra também optou por não mexer na taxa de juros do país, que permaneceu em 5,75%.   A manutenção de ambas as taxas era esperada pelos analistas. A diferença porém, é que muitos esperam um corte na taxa da Inglaterra ainda este ano, já que o aperto do crédito nos mercados globais começa a gerar efeitos sobre a economia.   Os diretores do banco central britânico disseram que precisam de mais tempo para analisar os efeitos da recente turbulência dos mercados sobre a taxa de expansão da economia e na inflação.   O Banco da Inglaterra não divulgou comunicado junto com o anúncio de sua decisão, amplamente esperada pelo mercado.   "As notícias econômicas ao longo do último mês claramente não foram fracas o suficiente para que o comitê de política monetária sancionasse um corte ainda", afirmou George Buckley, economista-chefe para Grã-Bretanha do Deutsche Bank.

Mais conteúdo sobre:
JurosInglaterraUE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.