BCs prevêem lenta recuperação das economias mundiais

Os representantes dos 10 maiores bancos centrais do mundo disseram que o ritmo de recuperação das economias globais caiu e deve enfraquecer-se mais nos próximos meses. Os BCs não prevêem, no entanto, recessão. "A incerteza nos mercados financeiros certamente produziu uma visão de que a recuperação está mais lenta e deve continuar a reduzir-se", disse Eddie George, presidente do grupo dos 10 maiores bancos centrais e presidente do BC da Inglaterra. A reunião semestral dos BCs está sendo realizada na Basiléia, no Banco de Compensações Internacionais (BIS). George afirmou que o grupo não considerou a hipótese de a economia mundial estar passando por um período de recessão dupla (double-dip). Segundo ele, "há percepção consistente de que as maiores economias estão crescendo, mas lentamente". George disse que a economia dos EUA deve crescer gradualmente a partir do atual momento, aproximando-se de expansão de 3% durante o próximo ano. Na zona do euro, a situação é similar, disse George. A economia deve crescer 2% em 2003 ou "levemente acima disso".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.