Belluzzo critica política neoliberal do Brasil

O economista e professor da Universidade de Campinas (Unicamp), Luiz Gonzaga Belluzzo, criticou duramente a política neoliberal adotada pelo Brasil na década de 90. Segundo ele, "na cabeça do presidente, os estrangeiros poderiam fazer o que os empresários brasileiros não fariam", disse em seminário neste final de semana, na segunda edição do Fórum Social Mundial. "Isso representou a destruição do Estado brasileiro."O economista, que não é filiado ao Partido dos Trabalhadores, fez um discurso pregando a ruptura política, sob alegação de que sem mudança na classe dirigente deste País não haverá como reconstruir as relações na sociedade. E as críticas não foram dirigidas apenas à classe dirigente brasileira. "Já me disseram que nosso problema é não termos dirigentes como os dos Estados Unidos, mas eu acho que lá tem uma gangue, uma mistura de bucaneiros com caipiras."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.