Nacho Doce|Reuters
Nacho Doce|Reuters

Bendine já foi informado sobre saída da Petrobrás

Nome mais forte para assumir a estatal é o de Pedro Parente, ex-ministro da Casa Civil e do Planejamento no governo Fernando Henrique

GUSTAVO PORTO E CARLA ARAÚJO, O Estado de S.Paulo

18 de maio de 2016 | 05h00

BRASÍLIA - O presidente em exercício Michel Temer já conversou com o presidente da Petrobrás, Aldemir Bendine, e o informou que trocará o comando da estatal. Na conversa, Temer disse ao executivo que um novo presidente será escolhido em breve, e pediu que Bendine faça a transição do cargo. 

O nome mais forte para assumir a Petrobrás é o de Pedro Parente, ex-ministro da Casa Civil e do Planejamento no governo Fernando Henrique. Na iniciativa privada, Parente foi vice-presidente do Grupo RBS de 2003 a 2009 e presidente da multinacional Bunge no Brasil de 2010 a 2014. Segundo fontes relataram à agência Reuters, é possível que o nome de Parente seja anunciado ainda esta semana.

Ex-presidente do Banco do Brasil, Bendine assumiu a Petrobrás em fevereiro do ano passado, em meio ao escândalo de corrupção envolvendo a estatal, investigado na Operação Lava Jato, como uma alternativa para recuperar a imagem do grupo. 

Notícias relacionadas
    Tudo o que sabemos sobre:
    Petrobrás

    Encontrou algum erro? Entre em contato

    Tendências:

    O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.