Benefícios flexíveis incentivam motivação dos colaboradores
Conteúdo Patrocinado

Benefícios flexíveis incentivam motivação dos colaboradores

Talentos podem ser retidos com a adesão de incentivos adequados ao perfil de cada equipe

Flash Benefícios, Estadão Blue Studio
Conteúdo de responsabilidade do anunciante

23 de agosto de 2021 | 08h00

Oferecer benefícios flexíveis, moldados à realidade e à necessidade de cada colaborador, é parte importante de uma política de negócios que preveja a retenção dos melhores talentos na empresa. Somada a um comando profissional e amigável, a boas condições de desenvolvimento profissional, a equipamentos e ambiente de trabalho eficientes e a remuneração compatível com o mercado, uma boa gestão de pessoas – por meio de um departamento de Recursos Humanos (RH) moderno e com flexibilidade em suas políticas de benefícios – é um fator importantíssimo para aproximar a empresa dos funcionários e fazer com que talentos não sejam desperdiçados ou perdidos para a concorrência.

Dependendo do perfil, cada trabalhador pode ter uma necessidade específica de um tipo de benefício, e a corporação deve estar atenta às melhores formas de identificar e mapear essas demandas, para atendê-las da maneira correta.

“É importante que o RH mantenha um fluxo de conversa com seus colaboradores, seja por meio de pesquisas ou de consulta individual”, aponta Ricardo Salem, CEO da Flash. “Os benefícios flexíveis conseguem se adequar às necessidades devido à versatilidade. As empresas podem oferecer diversos deles aos seus colaboradores, como auxílio-home office, benefícios para saúde, bem-estar, educação e cultura, etc.”

De acordo com Salem, uma das expertises da Flash é exatamente essa customização – ao permitir que as companhias moldem os benefícios oferecidos à demanda de seus colaboradores, a empresa ajuda os profissionais de RH a atrair e reter talentos, pois se mostra atenta às necessidades reais e individuais das pessoas.

“Em conversas recentes com clientes, notamos que muitos candidatos já estão escolhendo trabalhar em empresas que oferecem Flash como benefícios”, diz o CEO. “Isso acontece porque, cada vez mais, os benefícios oferecidos estão atrelados à satisfação geral dos profissionais com o ambiente de trabalho, e garantir mais liberdade para que colaboradores decidam como utilizá-los é um ponto muito importante para aumentar o bem-estar geral.”

Da tecnologia oferecida pela Flash faz parte um cartão configurável, que é fornecido ao trabalhador sob a gestão dos profissionais de RH. Estes configuram o orçamento que será destinado aos benefícios dos funcionários e quais serão as categorias oferecidas, como refeições, supermercado, transporte, saúde, educação e cultura.

“Por sua vez, os colaboradores recebem um cartão com bandeira Mastercard – um cartão semelhante a um de crédito, já bem conhecido pelas pessoas – e podem usá-lo em mais de 2 milhões de estabelecimentos, além de usufruir de descontos em mais de 130 parceiros, como Uber, UberEats, iFood, Deezer, Spotify, Google Play, Xbox Game Pass, Movida, Petz, LabiExames, Drogaria São Paulo, LivUp, Cacau Show, Tok&Stok e muitos outros”, explica Salem.


Plataforma completa

Simples de operar e completa nas informações, além de totalmente customizável, a plataforma da Flash é a ferramenta ideal para que o RH faça a gestão completa de toda a política corporativa de benefícios. Ela é adequada a empresas de todos os tipos e tamanhos, com implementação rápida e simples por meio de interface de programação (API) aberta, que permite integração com qualquer sistema de gestão, contando com suporte pós-venda completo.

“De forma simples e intuitiva, tudo pode ser resolvido em poucos cliques. Pela plataforma, o RH pode definir quais serviços serão adicionados ao cartão do colaborador, o valor e toda a gerência necessária”, explica o CEO, Ricardo Salem. 

Ao adotar uma ferramenta simples de gestão e de baixo custo como a Flash, o RH se torna mais dinâmico e moderno, pois pode gerir de forma eficiente os benefícios creditados aos funcionários, creditar valores específicos para cada categoria – como alimentação, mobilidade, bem-estar, entre outras –, além de permitir que o colaborador já ingresse no time com seu cartão carregado, agilizando a sensação de “pertencimento” à empresa.

Outro ponto que traz mais agilidade a todo o processo é o fato de os cartões Flash não serem nominais, possibilitando que os RHs mantenham cartões extras para o caso de novos colaboradores serem contratados, diminuindo o tempo de espera e gerando maior satisfação de todas as partes envolvidas.


Pessoas felizes,

produção melhor

O ganho de satisfação geral é mais uma vez o exemplo trazido pelo CEO para medir os efeitos de uma boa política de benefícios adequados à realidade de cada colaborador e o poder transformador de empoderá-los por meio de uma política certeira de benefícios flexíveis.

“É possível sentir os efeitos da migração para esse modelo por meio do clima geral da empresa e do nível dos serviços entregues. Colaboradores motivados e felizes com o local de trabalho produzem melhor”, afirma Salem. “Dar autonomia aos colaboradores é a premissa dos benefícios flexíveis. Isso engaja a equipe e permite que os funcionários aumentem a rede de uso dos benefícios fornecidos.”

O executivo lembra um ponto de atenção. “É de extrema importância que pesquisas acerca do nível de satisfação geral dos funcionários da empresa sejam realizadas com certa periodicidade, para que haja um direcionamento correto de quando e onde investir mais em benefícios.”

A Flash também auxilia seus clientes nesse ponto. “Com o método de análise de pessoas, utilizando dados da gestão de benefícios, como satisfação, gasto médio dos benefícios e como são feitos esses gastos, é possível diagnosticar padrões replicados pelos usuários”, diz.

A adoção de modelos mais flexíveis em benefícios é uma tendência cada vez mais crescente desde antes da pandemia, apesar de muito impulsionada pela necessidade de modelos ainda mais personalizados devido ao fato de os funcionários estarem ora no escritório, ora em home  office, isso quando não estão 100% do tempo em casa.

“Durante o ano de 2020, crescemos cerca de 20% a 30% por mês. Este é um mercado dominado por quatro ‘incumbentes’, que, juntas, possuem 90% de todo o market share do setor, que movimenta R$ 150 bilhões. A Flash, em 2021, movimentará R$ 2 bilhões em sua plataforma, sendo a única de fora desse grupo a conseguir 1% de market share”, finaliza o CEO.

 

Benefícios flexíveis

Os RHs podem disponibilizar aos colaboradores:

Vale-mobilidade

Permite a solicitação de motorista de aplicativo e, também, o pagamento dos custos de manutenção, além do tradicional vale-transporte.

Auxílio-Home office

Permite o crédito de quantias para que os colaboradores possam pagar boletos de contas, como água, luz e internet, além adaptar melhor suas residências para o trabalho remoto.

Premiação Virtual

Bonificações recebidas em fim de ano viram créditos no cartão Flash, com possibilidade de uso em parceiros.

Benefícios para saúde

Compra de planos, pagamento de exames, consultas médicas e farmácia.

Bem-Estar

Cobre desde massagem, academia, até salão de beleza.

Benefícios de educação

Aulas em grupo ou particulares, presenciais ou online.

Benefícios de cultura e entretenimento

Assinatura de plataforma de streaming, compra de livros e ingressos para cinema, shows e teatros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.