Bernanke afirma que BC dos EUA deve cogitar subida de juro

Presidente do Fed diz, contudo, que regulação forte continua sendo a melhor solução para evitar nova crise

Agência Estado

03 Janeiro 2010 | 14h35

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Ben Bernanke, afirmou neste domingo, 3, que o banco central precisa estar aberto à possibilidade de elevar os juros para estourar bolhas de ativos, mesmo que uma regulação mais forte continue sendo a melhor solução para evitar a repetição da crise. Bernanke disse que todos os esforços devem ser feitos para reforçar o sistema regulatório dos Estados Unidos para evitar uma repetição da crise financeira que ele descreveu como "possivelmente a pior da história moderna".

"Entretanto, se reformas adequadas não forem feitas, ou se forem feitas mas se mostrarem insuficientes para evitar formações perigosas de riscos financeiros, precisamos continuar abertos à possibilidade de utilizar a política monetária como ferramenta suplementar para lidar com esses riscos - procedendo cautelosamente e sempre tendo em mente as dificuldades inerentes dessa abordagem", disse, em encontro anual de economistas em Atlanta.

O Fed tem sido criticado por manter os juros muito baixos por muito tempo, ajudando a alimentar a bolha imobiliária que causou a recente crise financeira. Embora tenha admitido que a política monetária estava acomodatícia no começo de 2000, Bernanke disse que a bolha imobiliária foi provavelmente o resultado de "hipotecas alternativas exóticas" que poderiam ter sido evitadas com melhor regulação. Até agora, a principal estratégia do Fed tem sido limpar os resquícios de explosões de bolhas com juros baixos para proteger o impacto na economia, ao invés de tentar furar a bolha preventivamente, elevando o juro.

"Claramente, ainda temos muito a aprender sobre qual a melhor maneira de fazer a política monetária e responder às ameaças à estabilidade financeira nesta nova era", disse Bernanke, em discurso na Associação Econômica Americana. "Manter a flexibilidade e uma mente aberta serão essenciais para fazer política de forma bem sucedida conforme percebemos o caminho adiante", acrescentou. As informações são da Dow Jones.

Mais conteúdo sobre:
juros EUA Fed

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.