carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Bernanke confirma que foi vítima de roubo de identidade

Ladrão furtou e descontou talão de cheques do presidente do Fed no verão do ano passado

Priscila Arone, da Agência Estado,

27 de agosto de 2009 | 13h36

Um porta-voz do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), confirmou a notícia divulgada pela revista Newsweek que o presidente da instituição, Ben Bernanke, foi vítima de roubo de identidade no ano passado.

 

"O roubo de identidade é um crime grave que afeta milhões de norte-americanos a cada ano", disse Bernanke por meio do porta-voz. "Nossa família foi apenas uma das 500 vítimas de um grupo criminoso. Eu sou grato aos agentes da lei que pacientemente e solicitamente trabalham para resolver e evitar esses crimes financeiros".

 

Segundo a Newsweek, no verão do ano passado um ladrão roubou a carteira da mulher de Bernanke de uma loja da Starbucks no Capitólio, levando o talão de cheques da conta conjunta do casal além da carteira de habilitação, cartão de seguro social e quatro cartões de crédito pertencentes à mulher do presidente do Fed. Poucos dias depois, alguém começou a descontar cheques da conta do casal.

 

Um dos líderes do grupo, de acordo com a Newsweek, era Clyde Austin Gray Jr. No mês passado, ele confessou-se culpado por conspirar para cometer fraude bancária num tribunal federal de Alexandria, Virgínia. Gray, conhecido como "Big Head", contratava um exército de batedores de carteira, ladrões de correspondência e funcionários de escritórios para furtar cheques, cartões de crédito, identidades militares e outros registros pessoais, segundo sua declaração ao tribunal e outros documentos do caso. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BernankeFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.