Bernanke: déficit em conta corrente dos EUA não pode persistir

O chairman do Federal Reserve, BenBernanke, afirmou em discurso na Europa que a enorme dívidaexterna não está pesando indevidamente sobre a economiaatualmente, mas que ao longo do tempo o déficit em transaçõescorrentes dos EUA é insustentável. "O grande déficit em transações correntes não podepersistir indefinidamente porque a capacidade dos EUA de mantero serviço da dívida e a vontade dos investidores estrangeirosde manter ativos norte-americanos em seus portfólios sãolimitadas", avaliou em discurso preparado para um evento emBerlim. Bernanke não abordou as perspectivas para a economia dosEstados Unidos ou para a taxa de juros no texto, que foidistribuído a jornalistas antecipadamente. (Por Mark Felsenthal)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.