Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Bernanke dirá que bancos dos EUA são vulneráveis a contágio europeu

Emissora disse ter obtido depoimento que o presidente do Fed fará amanhã na Câmara

Renato Martins, da Agência Estado,

20 de março de 2012 | 18h46

NOVA YORK - O presidente do Federal Reserve norte-americano, Ben Bernanke, dirá a um comitê da Câmara que os bancos dos EUA e alguns fundos do mercado de crédito de curto prazo estão vulneráveis a contágio da crise da dívida europeia, afirmou a Fox Business News. A emissora disse ter obtido uma cópia do depoimento que Bernanke deverá fazer na manhã desta quarta-feira ao Comitê de Supervisão e Reforma do Governo da Câmara.

Segundo a Fox, o presidente do Fed dirá que fundos do mercado monetário com exposição europeia de 35% ou mais de seus ativos "permanecem estruturalmente vulneráveis" à crise da dívida.

"Caso a situação na Europa piore, o setor financeiro nos EUA provavelmente terá de lidar não apenas com problemas relacionados à sua exposição direta à Europa, mas também com uma variedade ampla de movimentos dos mercados, que incluiriam declínios nos preços globais das ações, custos de crédito mais elevados e disponibilidade reduzida de recursos", dirá Bernanke, segundo a Fox.

O presidente do Fed também dirá que a instituição está preparada para oferecer mais assistência para a estabilização dos mercados norte-americanos, caso isso seja necessário, disse a Fox. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bernankebancoseuacontágio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.