Bernanke diz que política do Fed pode mudar de acordo com a ocasião

Presidente do Fed, no entanto, preferiu não falar diretamente sobre fim ou continuidade de programa de compra de títulos

Patrícia Braga, da Agência Estado,

10 de julho de 2013 | 18h09

CAMBRIDGE, MASSACHUSETTS - O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) evitou comentar sobre polícia monetária no discurso feito nesta quarta-feira, 10.

Ele preferiu manter o foco na história do banco central liderado por ele e nas lições aprendidas pelas autoridades monetárias mais recentemente e no longo prazo.

O assunto preparado para a conferência em comemoração aos 100 anos do Fed foi "A doutrina e prática dos bancos centrais nunca é estática."

Bernanke citou a crise financeira de 2008 como um exemplo de como a política do banco central deve se adaptar e mudar de acordo com os eventos. A crise iniciada em 2008 "nos lembra uma lição aprendida no século XIV e durante a Depressão, mas esquecida de alguma forma, que e o fato de a séria instabilidade financeira pode causar um dano sério à economia ampla."

O retorno do foco do Fed às preocupações com a estabilidade financeira foi o principal projeto de Bernanke no surgimento da crise financeira de 2008. Nesta direção, por enquanto, o Fed criou o novo Escritório de Política e Pesquisa em Estabilidade Financeira para se dedicar à pesquisa do enfraquecimento do sistema financeiro.

"Hoje, o Federal Reserve vê sua responsabilidade na manutenção da estabilidade financeira de forma igual à sua responsabilidade na manutenção da política monetária", afirmou Bernanke.

Na opinião do banqueiro central, o Fed também precisa garantir que o sistema financeiro está resistente o suficiente para evitar grandes choques financeiros sem produzir outra crise, o que ele tem feito por meio da regulamentação e monitoramento junto com outros reguladores financeiros.

"A estabilidade financeira também está atrelada à política monetária, embora essa ligação não seja ainda totalmente compreendida", afirmou Bernanke. Ele descreveu a "estratégia de envolvimento do Fed" como o uso da monitoração e regulação e supervisão dos mercados financeiros e age como "a primeira linha de defesa", mas disse que o comitê de política monetária do Fed está trabalhando para incorporar os riscos de estabilidade financeira em "análise de custo benefício aplicada a todas as ações de política monetária." 

(As informação são da Dow Jones)

Tudo o que sabemos sobre:
fedbernanke

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.