Bernanke: economia dos EUA sofre 'contração severa'

O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke disse hoje ao Congresso norte-americano que a economia do país está sofrendo uma "contração severa" e prometeu utilizar todos os recursos disponíveis da autoridade monetária para tirar o país de uma recessão que já custou os empregos de milhões de pessoas.Em depoimento preparado para a Comissão de Bancos do Senado, Bernanke disse que a economia dos EUA provavelmente continuará encolhendo durante os primeiros seis meses deste ano. As crises financeira, de habitação e de crédito - as piores desde a década de 1930 - levaram a economia dos EUA a sua pior retração em um quarto de século no fim do ano passado.Bernanke manifestou a esperança de que a atual recessão, atualmente em seu segundo ano, seja revertida até o fim de 2009. No entanto, prosseguiu ele, essa previsão ainda é arriscada e qualquer reviravolta econômica dependerá do sucesso do Fed e do governo Obama nas tentativas de normalização do funcionamento dos mercados financeiro e de crédito. "Apenas assim, em minha opinião, haverá uma perspectiva razoável de que a atual recessão acabe em 2009 e que 2010 seja um ano de recuperação", declarou. As informações são de agências internacionais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.