Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Bernanke: Fed tem hoje mais força para combater crises

O Federal Reserve norte-americano adotou uma série de medidas desde a crise de 2008 para assegurar que o resgate do sistema financeiro pelo governo dos Estados Unidos não estimule um apetite irresponsável por riscos nos mercados. Com isso, a autoridade monetária tem hoje mais força para fazer frente a eventuais crises. A avaliação foi feita hoje pelo presidente do Fed, Ben Bernanke, durante uma conferência promovida pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

AE, Agencia Estado

08 de novembro de 2013 | 19h25

De acordo com ele, a ausência de um processo para lidar com instituições sistemicamente importantes em 2008 deixou os reguladores diante de "terríveis escolhas". Essas escolhas, segundo Bernanke, eram resgatar esses bancos ou permitir um colapso com grande potencial desestabilizador.

A partir de 2010, com a lei que reforma o sistema financeiro aprovada pelo Congresso, os reguladores norte-americanos passaram a dispor de mecanismos melhores para fechar grandes instituições financeiras.

O Fed e outros organismos reguladores agora trabalham na implementação prática desses mecanismos. "Um mecanismo de soluções com credibilidade para lidar com instituições sistemicamente importantes será fundamental para reduzir a incerteza, disciplinar o mercado e reduzir o risco moral", opinou Bernanke. Fontes: Dow Jones Newswires e Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAFedBernanke

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.