Bernanke mostra otimismo cauteloso para o 2º semestre

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, mostrou-se cautelosamente otimista com as perspectivas para a economia dos EUA no segundo semestre, dizendo que "os efeitos do estímulo fiscal e monetário", a gradual recuperação do mercado de construção residencial, os progressos na reparação dos mercados de crédito e financeiro e a ainda sólida demanda do exterior devem minimizar os ventos contrários que ainda sopram na economia".Bernanke recomendou a utilização de mais análises para prever os preços das matérias-primas (commodities) e para que se estabeleça uma relação entre expectativa de inflação e a inflação atual. Bernanke observou que as autoridades sempre dependeram os mercados futuros para prever os preços das commodities. Entretanto, estes mercados "não previram o aumento dos preços das commodities nos últimos anos, levando a uma não previsão da inflação de modo geral"."Esta ''pobre'' previsão dos mercados futuros aumenta a questão sobre se as autoridades monetárias deveriam continuar utilizando esta fonte de informação e, se este for o caso, como", disse Bernanke. Ao mesmo tempo, o presidente do Fed disse que os mercados futuros não podem ser ignorados, já que oferecem um volume grande de informações. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.