carteira

As ações mais recomendadas para dezembro, segundo 10 corretoras

Bernanke pede que Congresso aprove reforma financeira

O presidente do Federal Reserve (Fed, banco central norte-americano), Ben Bernanke, pediu ao Congresso que atue em direção à aprovação de reformas financeiras, paralelamente ao trabalho do banco central para implementar uma série de medidas para ajudar a sustentar o sistema financeiro. "Não podemos perder de vista a necessidade de reorientar a supervisão e fortalecer nosso atual arcabouço regulatório e legal para evitar o reaparecimento de eventos semelhantes aos dos últimos dois anos", afirmou Bernanke. "Reguladores e supervisores podem ter uma importante participação, mas uma reforma financeira ampla exige a atuação do Congresso", afirmou.

CYNTHIA DECLOEDT, Agencia Estado

23 de outubro de 2009 | 11h46

"Uma ação legislativa é necessária para criar novos mecanismos de supervisão do sistema financeiro, como um todo", afirmou Bernanke. O presidente do BC norte-americano participa de uma conferência em Chatham, Massachusetts, organizado pelo Fed de Boston. A conferência pretende explorar os motivos da crise financeira dos últimos dois anos e o que pode ser feito para evitar que se repita no futuro. Bernanke não fez qualquer comentário sobre economia e política monetária em seu discurso. Mas afirmou que as condições financeiras melhoraram consideravelmente. Segundo ele, a crise financeira está se arrefecendo.

Grandes bancos

Bernanke disse também que o Congresso deveria garantir que "todas as instituições financeiras sistematicamente importantes estejam sujeitas a um regime robusto de supervisão consolidada". Segundo ele, tal regime deveria ser inclusive aplicado a instituições financeiras que não detenham bancos, mas que coloquem o sistema financeiro em risco caso entrem em falência. Bernanke acrescentou que esse mecanismo deveria trazer perdas a acionistas e credores das instituições em falência e prever que os custos envolvidos sejam pagos por meio do acesso à indústria financeira, não aos recursos dos contribuintes.

Bernanke afirmou que o Fed está trabalhando em uma série de esforços para garantir que as instituições financeiras tenham capital suficiente e a qualidade correta. O Fed também está centrado nas práticas de administração de riscos e de liquidez e trabalhando para garantir que as compensações nas instituições financeiras ofereçam incentivos de desempenho e de tomada de risco apropriados".

Sobre a questão do capital, Bernanke afirmou que o Fed trabalha para criar padrões contracíclicos e para promover a retenção de capital durante períodos de estresse. Bernanke disse que os ativos de dívida que podem ser cobertos por ações durante os períodos de estresse estão sob consideração.

Os comentários de Bernanke sobre o pagamento de compensações foram breves, mesmo seguindo-se à divulgação ontem pelo governo de orientações sobre a questão. Bernanke afirmou que os pagamentos em todos os níveis dentro de uma organização bancária devem estar relacionados ao desempenho e oferecer incentivos justos. Bernanke afirmou que a "tomada excessiva de risco pode ameaçar a segurança e a credibilidade". As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAreforma financeiraBernanke

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.