Bernanke: riscos de desaceleração estão mais evidentes

O presidente do banco central americano (Fed), Ben Bernanke, abriu as portas para reduções mais agressivas dos juros, afirmando que os riscos de desaceleração da economia "se tornaram mais pronunciados". Suas declarações deram suporte às expectativas de Wall Street de que o banco central vai reduzir as taxas dos Fed Funds até meio ponto porcentual quando se reunir no fim deste mês."À luz das recentes mudanças no cenário para o e nos riscos de crescimento, uma política de afrouxamento adicional pode bem ser necessária", e as autoridades "estão prontas para adotar ação adicional substantiva conforme o necessário para dar apoio ao crescimento", disse Bernanke em texto preparado para a Woman in Housing and Finance e o Exchequer Club.A mensagem de Bernanke traz clareza num momento em que os dados econômicos, Wall Street e o pronunciamento de dirigentes do Fed enviam mensagens mistas sobre a perspectiva para o crescimento e a política monetária.No mês passado, o Fed cortou a taxa dos Fed Funds 0,25 ponto para 4,25%, na terceira redução seguida, totalizando um ponto de corte. O Fed também baixou a taxa de redesconto 0,25 ponto para 4,75%. Esta taxa foi cortada 1,50 ponto desde agosto.Os mercados financeiros esperam corte de até 0,75 ponto nos Fed Funds até o fim de março, uma expectativa que parece encontrar apoio nas declarações de Bernanke. As informações são da agência Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.