finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Bernanke vê crescimento moderado dos EUA em 2008

O presidente do banco central americano (Fed), Ben Bernanke, disse que a expansão econômica deverá continuar no próximo ano, embora num ritmo mais lento, e que o dólar deverá permanecer "sólido" no médio prazo. No depoimento ao Comitê Econômico Conjunto do Congresso americano, Bernanke declinou em limitar as probabilidades de uma recessão dos EUA, dizendo que espera um crescimento econômico "moderado, mas positivo".Questionado sobre as preocupações de que países como a China possam mudar sua composição das reservas internacionais, reduzindo a parte em dólar, Bernanke disse que não está preocupado com esta possibilidade e acrescentou que o dólar deverá seguir como a moeda dominante nas reservas mundiais.O vigor da economia e a abertura dos mercados financeiros dos EUA "vão levar a um dólar sólido no médio prazo", disse Bernanke, acrescentando que o Fed vai assegurar que um dólar mais fraco não alimente a inflação. Contudo, o dólar e os preços do petróleo são "fontes de incerteza" para a inflação nos EUA, disse.Embora o setor industrial esteja desacelerando, Bernanke observou que a economia como um todo continua "notavelmente elástica (com pronta capacidade de recuperação)" fora do setor imobiliário. Os mercados de mão-de-obra permanecem "razoavelmente fortes", disse o presidente do Fed. Ele acrescentou que as exportações devem continuar sendo uma fonte de vigor para a economia dos EUA. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.