Bernardo acena com fim de suspensão às operadoras, mas Anatel ‘desconversa’

Presidente da agência reguladora disse que, quando houver uma decisão, a Anatel vai comunicar

Rodrigo Petry, da Agência Estado,

31 de julho de 2012 | 16h14

SÃO PAULO - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse que "nos próximos dias" poderá ocorrer a revogação da suspensão das vendas de novas linhas para operadoras de telefonia punidas desde o dia 23 de julho. Já o presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), João Rezende, evitou dar prazos para a liberação das vendas de novas linhas pelas operadoras. Segundo Rezende, a agência está analisando os planos apresentados pelas companhias para melhorar as condições de tráfego e as medidas emergenciais. "Quando a Anatel tiver a decisão, vamos comunicar", afirmou, após participar de evento organizado pela organizado pela Associação Brasileira de Televisão por Assinatura (ABTA).

Segundo ele, os planos apresentados pelas empresas estão "caminhando bem". "As empresa sabem quais são as necessidades. Todas estão apresentando e reapresentando (os planos), é um processo dinâmico", afirmou. "Algumas estão anunciado novos investimentos; outras, realocação", completou, acrescentando que o objetivo é a melhora da qualidade dos serviços, como forma de atender ao crescimento da demanda do setor de telecomunicações.

Bernardo: planos estão satisfatórios

Bernardo avaliou que os planos divulgados pelas empresas estão "satisfatórios" e deverão melhorar o serviço das operadoras daqui para frente. O ministro destacou, porém, que não tem os detalhes dos planos enviados pelas companhias, por ser uma tarefa técnica da Anatel. "A cada fim de dia eu pergunto para o presidente da Anatel como é que está (a situação). Se está evoluindo, se está boa. Isso é uma questão para o técnicos resolverem", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
AnatelTIMClaroOIVivoCelularChips

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.