Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Bernardo: Copom está certo

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse hoje que apóia a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que elevou ontem em 0,50 ponto porcentual a taxa básica de juros, Selic, para 12,25% ao ano. "A inflação é o inimigo principal na luta que travamos na economia. Então, o Copom está certo", disse Bernardo, que participa hoje, no Palácio do Planalto, da reunião do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), o chamado "Conselhão". Para o ministro, o Copom tem feito um trabalho exemplar de controle da inflação brasileira nos últimos cinco anos e meio do governo Lula.O ministro afirmou ainda, com base em dados apresentados ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, durante o balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), que o Brasil está muito bem no quesito controle da inflação. Segundo ele, o País está melhor do que muitos outros da América Latina e da Europa. "Temos uma chance muito forte de nós termos uma inflação dentro da meta, talvez com uma variação dentro da banda de tolerância, mas não temos nenhum sinal de descontrole da inflação", disse o ministro, referindo-se ao centro da meta de inflação, de 4,5%, com margem de tolerância de dois pontos porcentuais para mais ou para menos para 2008, definido pelo Conselho Monetário Nacional (CMN). Ao ser indagado se a elevação da Selic ontem e a composição do Fundo Soberano do Brasil (FSB), com o excesso do superávit primário (economia que o governo faz para pagamento de juros da dívida), seriam suficientes para debelar a ameaça da inflação, Bernardo disse que não tinha condições de responder a esta pergunta, mas afirmou que, se não forem suficientes, o governo terá de adotar outras medidas.

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

05 de junho de 2008 | 11h40

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.