Bernardo: desoneração à indústria pode ser por MP

O ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, disse hoje que as medidas de redução de impostos e barateamento do crédito contidas na nova política industrial, que será anunciada na próxima segunda-feira (dia 12), também podem chegar ao Congresso por meio de medida provisória (MP). O ministro informou que essa é uma decisão que está sendo tomada entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e os ministros da área."Como estamos falando em tirar imposto e em ter linhas de crédito mais baratas, o ideal seria que (a redução) fosse por medida provisória, para ter efeito imediato, mas, até por conta da indisposição do Congresso em relação às medidas provisórias, acho que deveria ter uma consulta também aos presidentes da Câmara e do Senado", avaliou Paulo Bernardo. Ele evitou antecipar o valor da desoneração tributária incluída na política industrial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.