Bernardo: LDO de 2009 não altera superávit primário

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, informou hoje que a Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2009, que será enviada hoje ao Congresso, prevê a manutenção do superávit primário em 3,8% do Produto Interno Bruto (PIB). O projeto de lei também prevê crescimento de 5% no ano que vem. Segundo Bernardo, a expansão de 5% é compatível com a situação da economia atual, com o esforço do governo para aumentar os investimentos e com o desafio de continuar mantendo superávit primário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.