Bernardo: Lula ficou satisfeito com crescimento do PIB

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse hoje que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou "satisfeito" com o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre de 2007, especialmente pelo fato de o crescimento continuar sendo puxado pelo aumento do consumo das famílias. "Não dá para deixar de falar que nós fizemos a política correta nesses quatro anos e meio de governo", afirmou Bernardo, lembrando que no início o governo teve que fazer políticas de ajustes fiscal e monetário para conter a inflação e controlar as contas públicas.Depois disso, continuou o ministro, o governo adotou a política de desoneração tributária setorial. Para Paulo Bernardo, o grande destaque no resultado divulgado hoje foi o crescimento de 13,8% dos investimentos, em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo Bernardo, esses dados indicam que há entre o empresariado o sentimento de que eles estão acreditando no sucesso da economia, e por isso investem. "O aumento da capacidade produtiva alimenta o ciclo de crescimento", destacou o ministro.Para Paulo Bernardo, os números mostram que "o País está numa mobilização para o crescimento econômico". Ele ponderou que essa mobilização não é só do governo, mas está sendo puxada, sobretudo, pelo setor produtivo. Paulo Bernardo alertou, no entanto, que o governo tem que focar nas políticas de desenvolvimento econômico, mas não pode descuidar dos fundamentos da economia, como controle da inflação, contenção dos gastos públicos e manutenção da trajetória decrescente na dívida pública.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.