Bernardo nega divergências sobre fundo soberano

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, reagiu bem-humorado ao ser questionado sobre informações divergentes em torno da criação do Fundo Soberano do Brasil. "Não vim aqui para esclarecer. Vim aqui para confundir. Estou brincando, como disse Tim Maia. Sabe o que acontece? Vocês são excessivamente competentes, cobrem o governo em tempo real. Quando nós pensamos, vocês já querem dar uma manchete. Não damos conta", brincou.Ele também foi questionado sobre o fato de a economista Maria da Conceição Tavares ter se posicionado contra o fundo soberano, na mesma linha de analistas do mercado financeiro. "Quando a Conceição fala, temos que ficar em posição de sentido", afirmou.Para Paulo Bernardo, as divergências sobre o fundo estão apenas na cobertura feita pela imprensa. "A divergência está na cobertura de vocês. Nós nem fizemos a discussão ainda", alegou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.