Bernardo: possibilidade de deduzir PPI do superávit subiu

O ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, afirmou hoje que aumentou a probabilidade de o governo usar em 2008 a prerrogativa de abater do superávit primário os investimentos realizados no âmbito do Projeto Piloto de Investimentos (PPI). "Se tiver uma execução boa do PPI e não tivermos receitas tão boas, poderemos usar (a possibilidade de abatimento)", disse. O ministro destacou que, na avaliação do governo, o ano de 2007 foi excelente do ponto de vista econômico, o que levou a um aumento da arrecadação. E para 2008, segundo ele, tudo indica um quadro parecido, o que pode fazer com que o governo não precise, por mais um ano, utilizar esse mecanismo, que desde a sua criação nunca foi usado. "Não serei taxativo (sobre não usar o PPI). Nós estamos olhando a equação da dívida. Se pudermos fazer um superávit sem deduzir o PPI, melhor", afirmou. Bernardo ainda destacou que o governo tem melhorado sua capacidade de execução de investimentos. "O pessoal está mais azeitado. Temos grande chance de uma execução melhor", disse.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.