coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Besc avança em acordos de demissão voluntária

Com o calendário ajustado para a privatização em 12 de junho, o Banco do Estado de Santa Catarina (Besc) avança no Programa de Demissão Incentivada (PDI). O presidente do Besc, Natalício Pegorini, disse que deverão ser assinados na próxima semana os primeiros acordos coletivos de trabalho com entidades sindicais que representam os empregados. O acordo é uma forma de dar maior segurança jurídica ao PDI. O principal obstáculo está no Sindicato dos Bancários de Florianópolis, que é contrário à medida. A negociação poderá ser feita sem a entidade, já que a federação ou a confederação da categoria teriam legitimidade para ratificar o instrumento, em caso de aprovação pela categoria e recusa do sindicato em homologar. "O Besc não precisa assinar o acordo com o Sindicato dos Bancários", observou Pegorini. Os funcionários do Besc estão ligados a quase 30 entidades sindicais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.