Betim oferece terreno para Fiat construir nova fábrica

Movimentação da prefeitura veio após a divulgação de notícias de que o presidente da Fiat para a América Latina pretende negociar novos investimentos

Agencia Estado

21 de junho de 2007 | 12h48

A Prefeitura de Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, encaminhou nesta terça-feira, 19, à Fiat Automóveis a proposta para a doação de uma área de 1,850 milhão de metros quadrados em terreno limítrofe à fábrica que já está instalado no município. Além deste, o prefeito Carlaile Pedrosa (PSDB) também disponibilizou um terreno à montadora com metragem semelhante às margens da BR-262.A movimentação da prefeitura veio após a divulgação de notícias de que o presidente da Fiat para a América Latina, Cledorvino Belini, pretende negociar novos investimentos com a matriz da montadora, na Itália, no triênio 2009-2011, que poderiam incluir uma segunda fábrica no País. No período de 2006-2008, já estão programados investimentos da ordem de R$ 3 bilhões.A Fiat está no limite de sua capacidade instalada, próxima a 700 mil veículos ao ano. Em Betim, a fábrica, que completou 30 anos em 2006, já opera em três turnos de trabalho a um ritmo de produção de 2,7 mil carros/dia e para suprir a demanda chegou a contratar 2,9 mil novos funcionários.De acordo com fontes ligadas ao governo mineiro, a escolha de Betim para uma nova planta seria natural, já que a empresa poderia aproveitar o parque de fornecedores que já foi consolidado na região. Por outro lado, a companhia também poderia optar por uma ampliação da unidade de Córdoba, na Argentina.Cledorvino Belini embarcou nesta terça para a Itália, mas oficialmente a assessoria de imprensa da montadora não confirma planos de novos aportes no País. A expectativa da prefeitura de Betim é iniciar as negociações com a montadora, após o retorno do executivo ao Brasil.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.