Beyoncé vira Barbie em desenho da grife Cavalli

Fãs da diva que já vendeu mais de 100 milhões de discos ficam revoltados com desenho de novo vestido

Júlia Matravolgyi, especial para o Estadão,

13 de junho de 2013 | 18h41

SÃO PAULO - A cantora americana Beyoncé, que já vendeu mais de 100 milhões de discos no mundo todo, é a vítima mais recente da ditadura da moda. O estilista italiano Roberto Cavalli provocou polêmica ao divulgar na internet os esboços do vestido que a cantora vai usar em sua próxima turnê.

Nos desenhos, a cantora conhecida também por suas curvas ficou parecendo um arremedo da boneca Barbie.

Na imagem que acompanhou o anúncio internacional da parceria entre Cavalli e Beyoncé, a cantora tem os braços da mesma grossura que as pernas - o que foi o suficiente para deixar os fãs da diva furiosos.

Na página do Facebook da grife de Cavalli, os comentários se dividem entre os que elogiam e os que simplesmente odiaram o desenho do vestido. "Ninguém com mais de 7 anos deveria ter pernas tão finas", diz um internauta. "É apenas de um desenho", defendeu outro. "Ela nunca precisará de Photoshop", afirma outro fã revoltado.

Menos de 24 horas depois da divulgação, os administradores da página postaram um comunicado pedindo que os fãs tenham cautela: "Trata-se de um esboço, e não de uma fotografia".

Ainda sobre a magreza excessiva que aparece na imagem, o comunicado afirma que "Roberto Cavalli ama as mulheres e criou sua assinatura enaltecendo a sensualidade e a feminilidade".

Ainda não se sabe qual foi a reação da cantora ao ver as fotos. Ela é conhecida por não apoiar o uso abusivo do Photoshop em suas fotografias. Há algumas semanas, Beyoncé teria entrado em contato pessoalmente com a rede sueca H&M para que suas fotos com retoques exagerados, que fazem parte da última campanha da marca, fossem retiradas de circulação.

Tudo o que sabemos sobre:
BeyoncéBarbieCavallimoda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.