Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

BHG compra Hotel Intercontinental, no Rio de Janeiro

O valor da aquisição não foi divulgado, mas novo dono planeja investir R$ 25 milhões para tornar o hotel cinco estrelas

Alexandre Rodrigues, O Estado de S.Paulo

29 de dezembro de 2010 | 00h00

O grupo hoteleiro Brazil Hospitality Group S.A. (BHG), que opera a bandeira Golden Tulip na América do Sul, oficializou ontem a compra do Hotel Intercontinental, na zona sul do Rio. O hotel, que pertencia à Brookfield Incorporações, receberá da BHG R$ 25 milhões em investimentos para se tornar a segunda unidade do País com a bandeira cinco estrelas do grupo, Royal Tulip.

O valor do negócio não foi divulgado. O hotel, que fica na praia de São Conrado e tem 418 quartos, ganhou repercussão internacional em agosto deste ano ao ser invadido por traficantes da favela da Rocinha em fuga que trocaram tiros com a polícia. Eles tentaram fazer funcionários e hóspedes reféns, mas se entregaram.

A aquisição marca o fim de um ano de forte crescimento da BHG, controlada pelo fundo GP Investimentos, por meio de aquisições. Somente em 2010, a empresa elevou seu portfólio em 1,5 mil quartos, consolidando a posição de terceira maior rede hoteleira do País. Perde para Accor e Atlântica, mas, diferente das concorrentes, possui 2,8 mil quartos próprios entre os 6,6 mil que administra.

Pieter van Voorst Vader, presidente da BHG, diz que a companhia tem musculatura financeira para manter o ritmo de aquisições em 2011.

"Nosso objetivo é crescer no ano que vem no mesmo ritmo, com 1,5 mil novos quartos", disse Vader . Segundo ele, as conversas com a Brookfield começaram em abril, mas só se intensificaram há um mês e meio. Ele disse que a invasão dos traficantes não influenciou para que o negócio fosse fechado.

"O incidente não foi positivo nem negativo para o negócio. Aproveitamos a oportunidade, já que administrar hotel não é a atividade principal da Brookfield. Olhamos principalmente o potencial do turismo no Brasil, especialmente no Rio", afirmou o executivo, lembrando que, por conta da geografia acidentada da cidade, muitos outros hotéis estão próximos de favelas. "A segurança da cidade está melhorando com a ocupação policial do atual governo e deve voltar à situação de alguns anos atrás em pouco tempo."

Luxo. Com os investimentos que serão feitos na modernização do Intercontinental, o hotel vai disputar o segmento de alto luxo na cidade com a bandeira Royal Tulip, que só é aplicada hoje a uma das duas unidades do Complexo Golden Tulip de Brasília.

Além do esperado incremento que a Copa de 2014 e a Olimpíada de 2016 vão deixar no turismo do Rio, Vader explica que o foco dos investimentos no Estado mira a renda em alta que impulsiona o turismo interno e o impacto econômico do petróleo e de empreendimentos de logística.

No início do mês, a BHG anunciou a construção de um hotel do segmento econômico Tulip Inn em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

O mesmo modelo será replicado em Itaguaí, no Grande Rio, que recebe investimentos no setor portuário e fica próximo ao futuro complexo petroquímico da Petrobrás. A rede ainda mira a região do Porto do Açu, de Eike Batista.

"Só este ano, investimos R$ 35 milhões em melhorias nos hotéis que já operamos no Rio", disse Vader, lembrando o acirramento da competição na cidade este ano.

A mesma lógica adotada no Rio guia a expansão nacional da rede, fruto da fusão entre Investtur e LAhotels em 2009. Investimentos recentes como a aquisição de dois hotéis em Belém (PA) farejam a demanda que empreendimentos como a hidrelétrica de Belo Monte ou a expansão do complexo da Vale em Carajás criarão.

INVESTIMENTOS RECENTES DA EMPRESA

Aquisição do Hotel Rio Palace, em Copacabana, que era operado pela bandeira Sofitel

Aquisição do Hotel Recife Palace, em Recife (PE)

Construção de um hotel Tulip Inn "limited services" em Campos dos Goytacazes, no Rio de Janeiro

Construção de um hotel Tulip Inn em Itaguaí (RJ)

Aquisição de dois hotéis em Belém (PA)

Aquisição dos Hotéis Albert International, em Porto Alegre (RS)

Participação no Condomínio do Edifício Beira Mar, em Salvador (BA)

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.