Reprodução
Reprodução

Bic pede desculpas por propaganda sexista no Dia Nacional da Mulher na África do Sul

Publicação da fabricante de canetas dizia para as mulheres agirem como damas e pensarem como homens

Reuters

12 de agosto de 2015 | 10h11

JOHANESBURGO - A fabricante de canetas Bic pediu desculpas por uma publicação em sua página sul-africana no Facebook, no Dia Nacional da Mulher, que foi fortemente criticada por ser sexista.

A publicação da Bic destacava a imagem de uma mulher sorridente vestindo um terno acompanhada pelo texto: "Pareça uma menina, aja como uma dama, pense como um homem, trabalhe como um chefe" e incluía a hashtag #FelizDiaDaMulher. A foto foi deletada após uma onda de críticas.

A ativista feminista Caroline Criado-Perez, que participou da campanha por um rosto feminino nas cédulas britânicas, estava entre as pessoas que expressaram sua indignação no Twitter. "O que é isto?", disse. "Sério? 'pense como um homem'... *furando os olhos com uma caneta Bic*".

A Bic inicialmente defendeu sua posição dizendo que o slogan foi emprestado de um blog empresarial de mulheres, mas depois apagou a publicação e pediu desculpas.

"Estamos incrivelmente tristes por ofendermos todos - esta nunca foi nossa intenção, mas entendemos plenamente no que erramos", escreveu a Bic em sua página sul-africana no Facebook.

Esta não é a primeira vez que a Bic recebe críticas por sexismo. O lançamento de uma caneta rosa "para ela" em 2012 foi criticada por aderir a estereótipos ultrapassados.

Tudo o que sabemos sobre:
Bicmachismosexismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.