BID alerta que crise do gás afeta percepção sobre AL

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Luis Alberto Moreno, em entrevista à Agência Estado, disse que nacionalização das reservas de gás na Bolívia teve um impacto negativo na imagem da América Latina entre os investidores estrangeiros."A decisão da Bolívia de nacionalizar o setor de gás é uma decisão absolutamente soberana do presidente Evo Morales, mas não há dúvida que tudo que signifique mudança nas regras do jogo com essa profundidade produz uma ansiedade nos investidores", disse Moreno. "E esse é um tema que afeta a percepção que se tem sobre a América Latina e afeta os investimentos."Segundo o presidente, isso torna muito importante para os investidores diferenciar a situação política e econômica de cada país da região. "É um tema importante distinguir os países, pois eles têm a capacidade de dizer como querem atrair os investimentos estrangeiros", afirmou. "O Brasil é um exemplo onde há muito investimento estrangeiro europeu, o México é outro."Ele observou que outro foco de preocupação entre os investidores é a temporada eleitoral na América Latina. "Isso cria incerteza para muitas pessoas em relação aos resultados", observou.Questionado se o exemplo boliviano poderá ser copiado por outros países latino-americanos, Moreno respondeu: "Não creio, sou um otimista, talvez porque sou colombiano".

Agencia Estado,

12 de maio de 2006 | 18h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.