Herton Escobar/Estadao - 7/10/2017
Herton Escobar/Estadao - 7/10/2017

BID lançará plataforma de transparência para títulos verdes em novembro

Plataforma, que já funciona de forma experimental, surgiu da necessidade de ampliar a divulgação de informações sobre esses papéis, que vem ganhando espaço no mercado

Vinicius Neder, O Estado de S.Paulo

05 de outubro de 2020 | 12h34

RIO - O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) vem trabalhando na estruturação de títulos verdes na América Latina há cerca de cinco anos e, em novembro, lançará uma plataforma de transparência para esses papéis, que vêm ganhando espaço nos mercados com o avanço da preocupação com critérios ambientais, sociais e de governança (ESG) nas tomadas de decisão de investimento, disse nesta segunda-feira, 5, Maria Netto, especialista líder em Mercados Financeiros e Instituições Financeiras da instituição multilateral de fomento.

Segundo a executiva, a plataforma já vem funcionando de forma experimental. A ideia surgiu da necessidade de ampliar a divulgação de informações sobre os títulos verdes, já que foi constatado, nos últimos anos, que “somente metade dos emissores contava em detalhes o que estavam fazendo com os recursos das emissões”.

“Há uma necessidade de divulgar informações padronizadas, promover ao mercado o melhor entendimento do que está acontecendo”, afirmou Maria Netto, em seminário sobre títulos temáticos, no primeiro dia da Semana Mundial do Investidor 2020, que terá eventos online até sexta-feira, 8.

Segundo a especialista do BID, o objetivo da plataforma é ajudar as Bolsas de Valores na tendência de crescimento de títulos verdes. Nos últimos cinco anos, a instituição multilateral vem trabalhando no auxílio da estruturação de emissões de títulos verde e a divulgação de informações é importante para “promover a criação desses ativos, sua valorização e monetização”. 

Para Maria, a adesão de empresas e bancos à plataforma experimental sinalizaria para o sucesso da iniciativa, que poderá, no futuro, abranger também títulos sociais e sustentáveis, para além dos títulos verdes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.