BID recorre ao setor privado para financiar encontro

A participação do setor privado será o grande diferencial da edição de 2008 do Encontro Anual do Conselho Executivo do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e da Corporação Interamericana de Investimento, que acontece entre os dias 4 e 8 de abril, em Miami, Estados Unidos. Nas edições anteriores, o encontro sempre era organizado e financiado pelo país-sede. Desta vez, no entanto, o setor privado está participando não apenas do planejamento mas também da execução do evento.O presidente do comitê organizador, Jorge Arrizurieta, disse que, como o setor privado vai financiar o encontro, terá em troca participação nos painéis e nos encontros que fazem parte do evento, que reúne ministros da Fazenda e presidentes de Bancos Centrais dos 47 países-membros do BID, 26 latino-americanos e caribenhos e 19 de fora da região.Bill Gates será um dos principais participantes do setor privado, falará sobre empresas e filantropia. Como criador da Fundação Bill Gates, deverá anunciar, segundo Arrizurieta, um conjunto significativo de ações para a América Latina e o Caribe. Do Brasil, o BID ainda não conseguiu a contribuição de nenhuma empresa para o encontro de abril. E a crise na economia dos Estados Unidos dificulta ainda mais a obtenção de recursos junto ao setor privado.A edição de 2008 do encontro anual do BID vai focar em três temas principais: bioenergia, comércio e inclusão. Entre os subtemas, mudanças climáticas serão o destaque. Sobre a crise econômica dos Estados Unidos, Arrizurieta acredita que será tema de discussões durante os painéis e encontros, até porque é preciso aceitar que uma crise na maior economia mundial fere a todos. "De qualquer forma, é cedo para dizer se haverá uma recessão mais profunda", afirmou. "Mas esperamos que o impacto na América Latina não seja tão dramático quanto alguns dizem", completou.

PAULA PULITI, Agencia Estado

19 de fevereiro de 2008 | 17h44

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.