Bier: reajuste não altera meta da inflação

O secretário-executivo do ministério da Fazenda, Amaury Bier, disse que o reajuste dos combustíveis anunciado hoje pelo ministro Pedro Malan terá um impacto de 0,44 ponto porcentual no Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA) fechado deste ano. Segundo Bier, a decisão de reajustar os preços dos combustíveis não foi tomada em função do melhor momento do impacto sobre a inflação, mas sim em um momento em que o governo amadureceu nos estudos sobre o assunto.Bier disse apesar do impacto de não há nenhuma dúvida de que a meta de inflação será cumprida. A meta prevista para o ano é de 6%, com uma variação de dois pontos porcentuais para cima ou para baixo. Ele disse ainda que, com o reajuste anunciado esta tarde para os combustíveis, a Parcela de Preço Específica (PPE) deve fechar o ano com déficit de R$ 800 milhões. O reajuste de 11% concedido para querosene de aviação deve ter impacto de 1,76 ponto porcentual sobre o preço das passagens aéreas, segundo ele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.