Benoit Tessier/Reuters - 18/4/2019
Benoit Tessier/Reuters - 18/4/2019

Bilionário francês dono da Louis Vuitton ultrapassa Bezos e se torna a pessoa mais rica do mundo

Segundo levantamento da revista 'Forbes', Bernard Arnault tem patrimônio estimado em US$ 186,3 bilhões, R$ 300 milhões a mais que o fundador da Amazon

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de maio de 2021 | 12h26

O bilionário francês da moda Bernard Arnault se tornou a pessoa mais rica do mundo, com patrimônio líquido estimado em US$ 186,3 bilhões - o que o coloca US$ 300 milhões acima de Jeff Bezos, fundador da Amazon, que tem cerca de US$ 186 bilhões, e de Elon Musk, da Tesla,com US$ 147,3 bilhões. O levantamento da revista Forbes foi divulgado nesta segunda-feira, 24.

Segundo a revista, o patrimônio de Arnault passou de US$ 76 bilhões em março de 2020 para US$ 186,2 bilhões, um aumento de mais de US$ 110 bilhões em um pouco mais de um ano, graças ao aumento no preço das ações do grupo LVMH (Louis Vuitton Moët Hennessy), que também inclui marcas como Fendi, Christian Dior e Givenchy.

É a primeira vez que um europeu está no topo da lista da Forbes desde outubro de 2015, quando o espanhol Amancio Ortega, cujo grupo Inditex é mais conhecido por sua rede Zara, ultrapassou Bill Gates, ficando no topo do ranking.

De acordo com a Forbes, nos últimos anos, a lista dos bilionários foi dominada pelos norte-americanos da tecnologia - o primeiro lugar foi ocupado Bezos, Musk, Gates e Buffett por quase duas décadas, com apenas Carlos Slim, do México, interrompendo esse domínio por um período.

O levantamento da revista mostra que Arnault se tornou a terceira pessoa mais rica em 2019, com fortuna de US$ 76 bilhões. Elon Musk se tornou brevemente o empresário mais rico do mundo em janeiro de 2021, quando seu patrimônio líquido atingiu US$ 189,7 bilhões. Naquele mês, a Forbes relatou que o CEO bilionário de Tesla havia adicionado US$ 165 bilhões à sua fortuna desde março de 2020, quando detinha US$ 24,6 bilhões.

 

Tudo o que sabemos sobre:
Bernard ArnaultJeff BezosForbes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.