''Bilionários deviam doar suas fortunas''

Bill Gates faz defesa da filantropia

Reuters, O Estadao de S.Paulo

04 de junho de 2009 | 00h00

O homem mais rico do mundo, Bill Gates - fundador da Microsoft -, disse ontem que todos os bilionários deveriam doar a maior parte de suas riquezas a causas beneficentes. "Eu acho que todos os bilionários deveriam doar a maior parte de suas fortunas - embora não digo que não devam deixar nada a seus filhos", afirmou Gates numa reunião na casa de ópera de Oslo. "Acho que eles gostariam disso, os filhos deles ficariam melhores e o mundo ficaria melhor."Gates, que voltou a ocupar este ano o posto de mais rico do mundo na lista da revista Forbes, doou boa parte da sua fortuna à entidade filantrópica que criou em parceria com sua mulher - a Bill & Melinda Gates Foundation. O hoje segundo homem mais rico do mundo, o investidor Warren Buffett, já seguiu o exemplo de Gates. Ele doou para a fundação do criador da Microsoft e para fundações de sua família cerca de 85% de sua fortuna, estimada este ano em US$ 37 bilhões.Gates garantiu que os bilionários iriam gostar de doar sua fortuna. "Sou um grande adepto da ideia de que as grandes fortunas devem ir dos mais ricos aos mais pobres", disse.O fundador da Microsoft, que deixou no ano passado o dia a dia da empresa, vem se dedicando cada vez mais a atividades filantrópicas. Ontem, ele reiterou seu apelo para a erradicação da pólio, afirmando que o objetivo era bem possível de ser alcançado. Isso tornaria a pólio a segunda doença transmissível de grande importância a ser inteiramente erradicada depois da varíola no fim da década de 1970. "Temos de erradicar a pólio porque, se não o fizermos, ela vai voltar e teremos milhões de afetados", afirmou. Gates disse que o maior sucesso da sua fundação ocorreu no campo da vacinação. "A vacinação é a área onde salvamos milhões de vidas e há mais a ser feito."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.