Bird: países podem conduzir recuperação global

A crise econômica e financeira mundial deve desacelerar fortemente o crescimento nos países em desenvolvimento para 1,2% este ano, após expansão de 5,9% em 2008 e de 8,1% em 2007, previu o Banco Mundial. Excluindo a China e a Índia, os países em desenvolvimento devem ter contração de 1,6% em 2009. Ainda assim, essas nações devem superar o desempenho global como um todo - cuja contração deve ser de 2,9% em 2009 - e podem se tornar a principal força condutora da recuperação mundial, afirma o Banco Mundial em relatório.

NATHÁLIA FERREIRA, Agencia Estado

22 de junho de 2009 | 00h46

Para os países em desenvolvimento que são grandes importadores de commodities, um dos poucos pontos positivos da crise financeira foi a queda dos preços das commodities, de cerca de 35% desde o recorde em meados de 2008, que limitou os déficits em conta corrente e ajudou a reduzir a inflação proveniente dos altos preços de alimentos e combustível nos anos anteriores à crise, afirmou o Banco Mundial no relatório "Finanças em Desenvolvimento Global 2009: Traçando uma Recuperação Mundial".

Além de superarem a performance esperada para a economia global, os países em desenvolvimento devem superar com folga o desempenho dos países ricos, cujo Produto Interno Bruto (PIB) deve encolher 4,5% em 2009, segundo o relatório.

Tudo o que sabemos sobre:
Birdrecuperação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.