Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Reuters
Reuters

Valor do bitcoin cai abaixo de US$ 10 mil pela 1ª vez desde novembro

Cotação moeda virtual chegou a US$ 9.958,31 nesta quarta-feira, 17, representando uma queda de 50% em relação ao valor registrado em novembro do ano passado

O Estado de S.Paulo

17 de janeiro de 2018 | 11h29

NOVA YORK - O bitcoin caiu abaixo de US$ 10 mil na manhã desta quarta-feira pela primeira vez desde novembro, marcando uma queda de 50% em relação ao nível recorde observado em dezembro. A moeda virtual chegou à mínima de US$ 9.958,31, de acordo com a CoinDesk, uma das principais consultorias do tema. Por volta das 11h, no entanto, o valor do bitcoin estava em US$ 10.404,62.

A queda de hoje se espalhou rapidamente por outras criptomoedas. O ether está em queda de 33%, o XRP recua 47% e a litecoin cai 35%. Já o contrato futuro de bitcoin para janeiro, negociado na CME, cai 5,29%, a US$ 10.570,00.

Para alguns observadores do mercado de moedas virtuais, o movimento não se dá pelo fluxo de notícias, mas é um simples reflexo da volatilidade atrelada ao bitcoin.

"Nós temos sistemas meteorológicos muito rápidos no mundo das criptomoedas", disse Charles Hayter, executivo-chefe da consultoria CryptoCompare. "Em um momento é uma exuberância absoluta, no outro é puro medo e pânico. É bastante interessante", afirmou. Para Hayter, isso é o que "se espera num mercado novo com muita desinformação".

Segundo o fundador da BitSpread, Cedric Jeanson, o movimento "não é nada que nós não tenhamos visto em outros mercados tradicionais. Honestamente, esse movimento é normal para o bitcoin".

Na terça-feira, o bitcoin já havia acumulado perdas em meio às tentativas de vários governos de apertar o controle sobre as negociações de criptomoedas. Autoridades da Coreia do Sul e da China estão exigindo o fechamento de várias operações de mineração de bitcoin. /DOW JONES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.