Nilton Fukuda/Estadão - 28/11/2019
Nilton Fukuda/Estadão - 28/11/2019

Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Black Friday 2020: eletroeletrônicos devem ter descontos menores em relação a 2019

Alta do dólar é um dos fatores que explicam a redução, segundo a consultoria GfK; projeção de oferta para smartphones é de 27%, segundo a plataforma Promobit

Luciana Lino, especial para o Estadão

19 de novembro de 2020 | 16h13

De acordo com pesquisas recentes, a Black Friday 2020 deve ter recorde de vendas e uma presença massiva do e-commerce como canal de compras. Ainda assim, pesquisa da consultoria especializada em comportamento de consumo GfK indica que o evento deste ano deve ter descontos menores na comparação com 2019. 

A pesquisa da GfK leva em consideração o volume de vendas, o preço médio e faturamento repassados pelos varejistas para a categoria de eletroeletrônicos, que é a mais desejada pelo consumidor na Black Friday 2020, segundo a plataforma de descontos Promobit. De acordo com estudo da plataforma, o smartphone representa 22% das intenções de compra de 1.500 entrevistados. Em seguida, aparecem outros eletrônicos, como televisão (14,4%) e notebook (6,6%).

De acordo com o diretor de varejo da GfK, Fernando Baialuna, fatores como alta do dólar e escassez de matéria-prima prejudicam a possibilidade de grandes ofertas. “Grande parte dos equipamentos montados no Brasil vem com componentes importados, que ficaram mais caros por conta da alta do dólar. Isso acaba influenciando o preço”, explica. 

Segundo Baialuna, a pesquisa da GfK ainda não consegue prever a média de descontos para a Black Friday 2020, mas é possível afirmar que as ofertas para a data serão menores de acordo com o histórico de descontos do restante do ano. Segundo a pesquisa, entre maio e agosto de 2019, 43% dos itens vendidos no setor de eletroeletrônicos tiveram descontos de 5% a 10%. No mesmo período de 2020, apenas 17% dos produtos foram oferecidos com essa faixa de descontos.  

Projeção de ofertas para a Black Friday 2020

Com base nos descontos médios da Black Friday de 2019, o Promobit projetou ofertas para diferentes categorias. Dentre os eletroeletrônicos, os que apresentam as maiores projeções de descontos são relógios e pulseiras inteligentes, PlayStation 4 e fones de ouvido. 

Projeção de desconto para as categorias de eletroeletrônicos, segundo o Promobit

  • Smartwatch e smartbands - 52%
  • PS4 - 45%
  • Fones de ouvido - 36%
  • Monitor - 32%
  • Smartphone - 27%
  • Placa de vídeo - 23%
  • Máquina de lavar - 22%
  • Notebook - 22%
  • TV - 20%
  • Geladeira - 20%
  • PC Gamer - 20%

Outros itens eletroeletrônicos apresentam menos de 20% de projeção de descontos, como tablets (18%), máquina lava e seca (15%) e home theater (15%). 

Para o coordenador do curso de Economia da FGV EAESP, Joelson Sampaio, a disparidade entre os dados - como a da projeção de descontos para o PlayStation 4 e para os smartphones - está associada ao “conceito de elasticidade”. “Para os consumidores, o smartphone é um item de necessidade maior do que um videogame ou um fone de ouvido. Então, para esses produtos chamarem mais atenção e conseguirem alavancar as vendas, é necessário oferecer um desconto maior”, explica.

O valor é outro motivo que pode explicar a diferença entre as projeções. “Quanto maior o valor do item, menor o porcentual de desconto, porque, em termos absolutos, o desconto se torna maior conforme aumenta o valor do produto”, diz Sampaio. 

Como acompanhar as ofertas?

Para acompanhar os preços e seus descontos, o diretor do site www.blackfriday.com.br, Ricardo Bove, sugere que o consumidor faça uma lista com os produtos que deseja e tenha em mente quanto está disposto a pagar para ajudar na busca pelas promoções. 

O diretor da ConQuist Consultoria, Roberto Madruga, ressalta que há consumidores que podem fazer o caminho inverso: verificar o orçamento disponível e, a partir dele, traçar suas intenções de compra. 

Os especialistas também recomendam que o consumidor identifique as grandes ofertas de acordo com a categoria do produto. “Você nunca vai encontrar uma lavadora com um desconto de 70%, porque esse é um produto de valor alto”, afirma Bove. 

Para identificar as melhores promoções, Bove e Madruga aconselham o consumidor a acompanhar os sites e as redes sociais das lojas de preferência, e a ativar as notificações dos e-mails e aplicativos para ser informado sobre as promoções do dia. “O usuário pode se cadastrar antecipadamente nos sites ou nos aplicativos das lojas onde ele está acostumado a comprar, porque muitas dessas ofertas são exclusivas ou antecipadas para quem já é cliente”, diz Bove. 

Para Entender

Black Friday 2020: tudo o que você precisa saber

Maior campanha de vendas promocionais no comércio eletrônico e varejo físico do Brasil será no dia 27 de novembro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.